Blog Corpo e Treino

Dicas de Nutrição, Treino e muito mais!

Quantas vezes devo treinar na semana?

Treino

Quantas e quantas vezes vamos ouvir as pessoas perguntando: “Mas malhar duas vezes por semana já é suficiente? e três? três já da, vai…” Daí depende do ponto de vista… minha opinião deve ser a de que o tamanho do seu propósito deve determinar o tamanho do seu empenho. Sendo assim acredito que a pergunta já deva estar respondida… Poderia então parar o texto por aqui, mas vou seguir alem porque há considerações que devem ser feitas a respeito de situações que podem parecer iguais, mas o fato de mudar o indivíduo e o ajuste metabólico do qual ele dispões fazem com que sejam situações completamente diferentes.

Primeiro vamos matar o assunto do quantas vezes por semana:
olha só, se você escova os dentes todos os dias, penteia os cabelos todos os dias, banha-se todos os dias, e as vezes até mais de uma vez por dia, porque fazer exercício físico, que também participa do seu auto-cuidado pode ser realizado duas vezes por semana? (até porque chocolate-pizza-bolo-bobeira-pipoca-balas-maccoisasburguers sao na maioria das vezes pelo menos uma delas todos os dias…). Exercício físico é todo dia. Exercício em nível de treinamento pode não ser, mas o exercício físico sim… Treinamento determina intensidades que nem sempre são suportadas diariamente e para as pessoas que assim respondem ao estímulo, normalmente encaixamos intervalos de treinamento ativos, ou seja, sem deixar que o corpo esfrie: como se você parasse o seu carro na garagem e o deixasse ligado, continuando a gastar combustível… aliás, como adoro a comparação com carros e motos e máquinas em geral, logo vamos passar para outra… assim, o que determina a quantidade de exercício que você precisa, alem do objetivo que você tem, é a capacidade que você tem de se regenerar e isso sempre temos de estimular. a priore então, exercício físico deve ser diário, ainda que as intensidades de treinamento não o sejam… fechado o assunto?

Usando os exemplos de carro eu sempre escuto: “mas o fulano treina 3x por semana, beltraninho treina 4, porque eu tenho que treinar 6? porque tenho de fazer dieta?”. Bom, imagine a seguinte situação: dois carros a 140km/h, o que é uma boa velocidade… um deles é uma ferrari e o outro é uma brasília (adoro brasílias… ainda vou ter uma…rs).

Ferrari x Brasilia
Se você parar para pensar, vai perceber que se você for fazer uma analise pelo seu corte no tempo vai ver uma situação igual: dois carros a 140km/h mas que ainda assim são diferentes… e da mesma forma que isso pode acontecer, você tem pessoas com corpos diferentes que treinam absolutamente a mesma coisa. claro que os carros não podem se “adaptar” e se modificar como as pessoas, mas se as pessoas podem, porque então estas pessoas fazem o mesmo trabalho mas tem corpos diferentes?
são milhares de razões na verdade e vou ponderar para vocês as mais fáceis e óbvias, para que da próxima vez que entrarem em uma sala de pesos, prestem atenção às suas próprias capacidades em vez de ficar comparando o seu treinamento com o das outras pessoas e se lamentando…

Olha só… a ferrari pode estar desacelerando de 20o para 140km/h e ainda assim pelo formato que ela tem, ela perderá muito menos velocidade que um outro carro de um formato menos adaptado…
a brasília com certeza “abriu os canecos e botou os pistões de fora” para chegar aos 140km/h e com certeza não vai conseguir permanecer por muito tempo naquela velocidade sem que algum dano mecânico venha a acontecer porque ela não foi adaptada para isso, e mais: assim que o campeão tirar o pé do acelerador, ela vai perder velocidade como se fosse uma marreta sem rodas…

Percebeu do que estamos falando? gosto deste exemplo para comparar as pessoas que estão em transição: ganho de massa ou obesos com objetivo de perda de gordura quando comparados com o pessoal que treina e faz dieta a anos e mais, que sabe atingir os limites do corpo…

Treino Biceps

Assim, o sujeito muito treinado, tem uma musculatura madura, eficiente e extremamente responsiva ao treinamento e à dieta, sendo capaz de alterar quantidade de massa muscular ou definição muscular com facilidade ao passo que as pessoas que estão na fase de ganho de aptidão: seja ela perda de massa gorda ou ganho de musculatura estão num equilíbrio muito frágil, onde eles até conseguem treinar como o indivíduo treinado mantem sua intensidade para se manter, mas para eles é um esforço que se eles abdicarem da intensidade, densidade e regularidade do treino e da dieta, os resultados que são extremamente difíceis tornar-se-ão impossíveis porque toda vez que ela afrouxar o cinto, ela enfrentará a tendencia fortíssima de retornar ao seu estado padrão inicial. Isso pode ser odioso para quem está buscando o resultado, mas para quem conseguiu chegar nele é ótimo, pois a mesma coisa se processa da forma inversa: o sujeito não volta a ser o que era rapidamente se algo acontece e ele tem de ficar 2, 3 até 6 semanas sem treinamento… porque para este, o corpo está funcionando apenas para manter o resultado… (enquanto o outro está acelerando tentando atingir…)

Entendeu porque não pode fugir do treino nem da dieta nos primeiros meses de intervenção?
Entendeu porque as vezes você tem que se dispor a treinar mais do que uma pessoa que já conseguiu um físico que desejava?

Agora alguns números para ajudar você na sua escolha pessoal sem que precise se comparar com ninguém:

  • tempo para haver queda na força de treino conquistada com a parada do treinamento: 6 semanas;
  • tempo para que adaptações neuromusculares sejam desenvolvidas com o treino adequado: imediato;
  • tempo que se deve manter a dieta mesmo que o peso desejado tenha sido conquistado: 1 mês para cada kg de gordura perdido, 2 meses para cada kg de músculo ganho (sim, ganhar é muuuuuuuuito mais difícil do que perder…);
  • risco de uma criança obesa tornar-se um adulto obeso se atingir a adolescência ainda obesa: 85%
  • risco de uma criança com um pai ou uma mãe obesa se tornar um adulto obeso: 50%
  • risco de uma criança com ambos, pai e mãe, obesos, se tornar um adulto obeso: 90%
  • tempo para abrir um pacote de salgadinho: 10 segundos (com a mão melada, 20 segundos);
  • tempo para cozinhar duas batatas médias no microondas: aproximadamente 10 minutos;
  • tempo de esvaziamento gástrico de um suplemento alimentar com alta porcentagem proteica: minutos;
  • tempo para esvaziamento gástrico depois de uma feijoada: pode chegar à 8 horas;
  • tempo para atender um infarto agudo do miocárdio com chances de lesões mínimas: menos de 1 hora (se for jovem, abaixo dos 50 anos, este tempo cai devido a falta de circulação colateral que os jovens não tem tão bem desenvolvida e que acaba melhorando o prognóstico do evento);
  • tempo pra se treinar de forma a ganhar massa muscular para padrões de fisiculturismo: 40 a 50 minutos (principalmente se for estilo Heavy Duty);

E aí? quando vai decidir andar de Ferrari e quanto tempo você vai demorar para isso?

Fonte: Dr. Paulo Cavalvante Muzy (https://www.facebook.com/PauloMuzy)

VN:R_N [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
VN:R_N [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Uma resposta

  1. JOANINO disse:

    UM BREVE COMENTÁRIO SOBRE A QUESTÃO: DE QUANTAS VEZES DEVO TREINAR POR SEMANA???
    O CORPO HUMANO É A ÚNICA MÁQUINA QUE MELHORA COM O USO E COM OS EXERCÍCIOS. SEJA A NOSSA MENTE/CÉREBRO SEJAM OS NOSSOS MÚSCULOS ETC, TODOS MELHORAM COM O USO.
    ATÉ A FERRARI, QUE SERVIU DE BOM EXEMPLO EM COMPARAÇÃO NO TEXTO ACIMA, IRÁ SE DETERIORAR COM O TEMPO E COM O USO. O NOSSO CORPO SOFRE SIM O PASSAR DO TEMPO MAS COM CERTEZA SÓ VAI MELHORAR E TOLERAR MELHOR OS INTEMPÉRIES DO TEMPO COM O USO ADEQUADO DO APARELHO E MÁQUINA MARAVILHOSAS QUE É O CORPO HUMANO.
    ABÇS.
    JOANINO.

Deixe uma resposta